10 de out de 2013

BPF - Por onde começar?

Nas indústrias de alimentos, após a primeira fiscalização sanitária, ou visita de cliente, sentimos a real importância de ter um sistema de qualidade implementado. Além de ser uma exigência legal, o Programa de Boas Práticas de Fabricação segue o ciclo PDCA, alma das normas ISO de Gestão. Mas, apesar de simples, por onde começar?

O ciclo PDCA nos dá a resposta:


  • P Primeiro Passo (plan - planejamento)

Identificar no site da ANVISA as leis que devem ser atendidas. Apesar de algumas especificidades, qualquer empresa de alimentos precisa atender a RDC 275/2002 Manuais de Boas Práticas e a SVS/MS 326/1997 BPF.   Ler atentamente muitas vezes e começar a escrever as primeiras instruções de trabalho, lembrando de usar linguagem de fácil entendimento para os operadores envolvidos em cada assunto.

Montar os manuais, seguindo as dicas de Elaboração e Controle de DocumentosFalamos aqui da parte conceitual, mas paralelamente é claro que devem ser realizadas as correções estruturais exigidas e aplicação de recursos para garantia de boas condições de higiene na manipulação.


  • D Segundo Passo (do - fazer, desenvolver) 
Apresentar os manuais de instruções de trabalho aos operadores por meio de treinamentos. Pedir a participação deles para atualizar o que foi escrito de acordo com a realidade do processo de produção. Utilizar todas as formas de divulgação acessíveis - cartazes, pequenas reuniões no início ou final do expediente, panfletos e brindes. Corrigir os comportamentos em desacordo com as Boas Práticas e, principalmente, elogiar as iniciativas daqueles que começarem a colocar em prática os conceitos transmitidos. Todos nós aprendemos e nos comportamos melhor quando temos nossa auto-estima alimentada.

  • C Terceiro Passo (check - checar)

Realizar auditoria interna formal para avaliar se a implementação está dando os resultados esperados. Utilizar a lista de verificação anexa à RDC 275/2002 para este fim. A primeira avaliação deve ser feita após três a seis meses do início da implantação para dar tempo das pessoas se adaptarem, mas não após este prazo e deve ser anunciada previamente para facilitar sua efetivação. 


  • A Quarto Passo (act - agir, corrigir as falhas)
Com o resultado, reunir os operadores para apresentar o resultado da auditoria e montar um plano de ação para que as não-conformidades sejam corrigidas.

Utilizando o ciclo PDCA tudo fica mais fácil.

Leia também:

- Diferença entre POP e IT
- Modelo de Instrução de Trabalho
- Controle de Documentos

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário